domingo, 28 de agosto de 2016

Atividade para trabalhar adjetivos (6ºano)


Leia o texto a seguir. 

Continho 

Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho, do sertão de Pernambuco. Na soalheira danada de meio-dia, ele estava sentado na poeira do caminho, imaginando bobagem, quando passou um gordo vigário a cavalo: 
— Você aí, menino, para onde vai essa estrada? 
— Ela não vai não: nós é que vamos nela. 
— Engraçadinho duma figa! Como você se chama? 
— Eu não me chamo não, os outros é que me chamam de Zé.

Paulo Mendes Campos. Crônica 1.27. ed. São Paulo: Ática, 2002. p. 76 (Coleção Para Gostar de Ler). © by Joan A. Mendes Campos. 

a) Quais são os adjetivos que caracterizam o menino Zé? 
b) Qual desses adjetivos não sofre flexão de gênero? Por quê? 
c) A utilização do adjetivo no diminutivo indica qual característica do menino? 
d) O que esses adjetivos revelam sobre a condição social do menino? 
e) Qual é o sentido do adjetivo no trecho: "Na soalheira danada de meio-dia"? 
f) Como o vigário é caracterizado? 
g) Considerando o contexto, o que significa "Engraçadinho duma figa!"?
h) No texto, há uma situação inusitada que provoca humor. Que situação e essa? 

2. Qual é o sentido do adjetivo danado nas frases a seguir? 

a) Esta comida está danada de boa! 
b) Cuidado que o cabra é danado. 
c) Ele é danado no jogo de xadrez. 
d) Desta vez, deu um trabalho danado! 
e) Aquela menina é danada para aprender matemática. 

3. Complete o texto com as palavras abaixo, fazendo a concordância necessária. 

comprido - vivo - da gaiola - de cavalo - do afogamento - preto - escuro - duro - enorme - cruel - do inimigo - de arame - inteiro - excitado - terrível - de aranha - de calçados 

Os passarinhos

Nossa casa tinha um porão cheio de mistério. Por causa dos ratos, que transmitiam doenças_________, minha mãe não deixava brincar lá, mas o Arlindo e eu desobedecíamos. Com medo, rastejávamos entre as tranqueiras do porão________, aflitos com as teias_________que grudavam na boca. 
Na entrada do porão, meu tio Constante armava uma ratoeira________em forma de gaiola_______, com um pedaço de queijo_______ pendurado no fundo. Quando o rato mordia a isca, a mola soltava e trancava a porta__________, com força. Prendia o rato_________. Eram ratos_______, _______que meu tio afogava no tanque. 
Hoje acho________a cena_______, mas na época eu chamava a rua________ para assistir. O tio tampava o tanque e abria a torneira. Enquanto a água subia, a molecada se acotovelava em volta_________ com a aflição_________. O tio Constante trabalhava numa loja_________. Torcia pelo Corinthians no rádio, ouvia corrida__________ e tinha uma criação de canário-da-reino num viveiro azul, amarelo e vermelho, perto do quarador. 

Drauzio Varella. Nas ruas do Brás. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2000. p. 19-20



Gabarito:

1.
a) Os adjetivos triste, magro e barrigudinho. 
b) O adjetivo triste, porque é um adjetivo de gênero uniforme, isto é, tem a mesma forma para o feminino e o masculino.
c) Além de indicar que a barriga do menino é saliente, expressa também uma certa aparência de fragilidade. 
d) Os adjetivos revelam que o menino é simples, com carência material e afetiva. 
e) O adjetivo danada, nesse trecho, refere-se a uma ideia ruim, a pior hora de intensidade do sol, a hora mais quente do dia. 
f) Ele é caracterizado como gordo.
g) Essa expressão refere-se ao menino de forma negativa, indicando a irritação do vigário diante das respostas que lhe foram dadas. Poderia significar, por exemplo, garoto malcriado. 
h) O menino, muito simples e aparentemente frágil, apresenta respostas inusitadas ao vigário, surpreendendo-o , o que provoca humor. 

2.
a) Muito boa.
b) Valente.
c) Habilidoso.
d) Imenso.
e) Esperta, inteligente. 

3. terríveis - escuro - de aranha - de arame - comprida - duro - da gaiola - vivo - pretos - enormes - cruel - do afogamento - inteira - excitada - do inimigo - de calçados - de cavalo 





Gabarito: Português - Para Viver Juntos (Editora SM)
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...