sábado, 13 de agosto de 2016

Interpretação do poema "O engenheiro"


O engenheiro 
João Cabral de Melo Neto 

           A Antonio B. Baltar

A luz, o sol, o ar livre
envolvem o sonho do engenheiro.
O engenheiro sonha coisas claras:
superfícies, tênis, um copo de água.

O lápis, o esquadro, o papel;
o desenho, o projeto, o número:
o engenheiro pensa o mundo justo,
mundo que nenhum véu encobre.

(Em certas tardes nós subíamos
ao edifício. A cidade diária,
como um jornal que todos liam,
ganhava um pulmão de cimento e vidro.)

A água, o vento, a claridade,
de um lado o rio, no alto as nuvens,
situavam na natureza o edifício
crescendo de suas forças simples .

(MELO NETO, João Cabral de. O engenheiro. In: Obra completa/ Poesia. Rio de Janeiro: Aguilar, 1999. p. 69-70.)

1. Qual é o tema desse poema? 

2. A que João Cabral compara o trabalho do poeta? 

3. Releia: "O engenheiro sonha coisas claras:/ superfícies, tênis, um copo de água." De acordo com esses versos, qual é a matéria da poesia proposta por João Cabral? 

4. Qual estrofe dialoga diretamente com o título? Explique. 

5. (ITA/2000 - adaptada) - Explique a alternativa que não se refere ao poema. 

a) Produz o sentido de objetividade e racionalidade. 
b) Apresenta uma certa precisão geométrica. 
c) Apresenta princípios prosaicos típicos da poesia do início do século XX. 
d) Apresenta forma equilibrada, com uso cuidadoso das palavras. 
e) Não apresenta descrições intimistas. 

Gabarito:

1. O tema é metalinguístico, ou seja, o processo de criação de um poema. 

2. Ao trabalho de um engenheiro. 

3. Coisas concretas, objetivas. 

4. A segunda estrofe, em que o poeta enumera os materiais empregados pelo engenheiro para criar o seu projeto: O lápis, o esquadro, o papel;/ o desenho, o projeto, o número [...]

5.  Alternativa c. 



Referência: Português - Linguagens em Conexões (Editora Leya)
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...