sábado, 15 de outubro de 2016

Gabarito: Questões comentadas Capitães da Areia


1. Alternativa a
A crítica é um traço forte das duas obras. A cidade e as serras desmascara tanto o que há de vazio, útil e hipócrita nas relações sociais da Paris moderna e civilizada, quanto, mascarada pela beleza da serra, a miséria que caracteriza a vida dos trabalhadores rurais do Portugal atrasado e tradicionalista. Capitães da areia, por sua vez, denuncia a marginalização a que são submetidos os meninos de rua de Salvador, na Bahia. Porém, enquanto A cidade e as serras acaba por propor a manutenção da hierarquia social, com a preservação do sistema de propriedade sob o controle das elites, Capitães da areia sugere que a saída para o fim da exploração é a subversão da ordem vigente, substituindo o capitalismo injusto pela igualdade que o socialismo traria.

2. Alternativa a
O excerto selecionado apresenta a personagem Boa-Vida, associando-a à flexibilidade de caráter (“ladrão quando preciso”) e à satisfação imediata dos prazeres (música, corpo feminino), em clara oposição à rigidez intelectual e moral do trabalho. Sintetizada na figura do malandro e do capoeirista, essa imagem guarda relação de semelhança com personagens como Chico Juca (de Memórias de um sargento de milícias) e Firmo (de O cortiço). Trata-se, portanto, de um tipo de longa duração na literatura brasileira, que mimetiza o homem pobre urbano em diversas regiões (Norte e Sul do país) e em diferentes contextos históricos (desde o início do século XIX até o Brasil republicano).

3. Alternativa d
No poema “Operário em Construção”, da Antologia Poética de Vinícius de Moraes, o eu lírico apresenta um operário que desenvolve sua consciência política percebendo-se capaz de construir e participar de tudo o que vê a sua volta. Com o tempo, torna-se um líder e passa a ser ouvido por seus pares da mesma classe social: (E um fato novo se viu / Que a todos admirava: / O que o operário dizia / Outro operário escutava.) Em Capitães da Areia, de Jorge Amado, o narrador apresenta, da mesma forma, o processo de conscientização social do protagonista, Pedro Bala: sua transformação se inicia quando lhe é revelada a história da morte de seu pai (antigo estivador que se destacara como líder grevista) e se completa quando ele próprio, ao final da obra, torna-se um ativo líder revolucionário, associando-se a uma organização política.

4. Alternativa e
Capitães da Areia, publicado em 1937, pertence à primeira fase da obra de Jorge Amado, quando o autor ainda militava no Partido Comunista, totalmente integrado ao projeto literário e ideológico dos escritores da “Geração de 1930”. A narrativa é desenvolvida por meio de uma linguagem marcadamente oral, com frases curtas e econômicas — como se nota no fragmento fornecido para leitura, em que se descreve o tormento de Sem-Pernas. Embora tipificado como um “menino pobre, abandonado, aleijado e discriminado”, o personagem alcança certo desenvolvimento psicológico, que se revela nos efeitos de traumas pessoais em seu comportamento.

5. Alternativa a
A forma verbal “vivera”, no pretérito mais-que-perfeito, indica uma ação anterior a uma outra ação no passado, e a forma verbal “acompanhasse”, no imperfeito do subjuntivo, indica uma ação hipotética.

6. Resolução
a) Raça e cor: Não se pode afirmar que exista preconceito de raça e cor entre os Capitães da Areia. O grupo não faz distinção entre meninos brancos, como Pedro Bala e Gato, negros, como João Grande e Barandão, e mulatos, como Boa-Vida e Volta Seca.
b) Religião: A religião também não é motivo de preconceito entre os Capitães da Areia. Há os que praticam o catolicismo, como Pirulito, os que seguem o candomblé, como João Grande, e os que são indiferentes às questões religiosas, como Pedro Bala e Professor.
c) Gênero: Há preconceito de gênero entre os Capitães da Areia. Quando Dora chega ao bando, é rechaçada e hostilizada pela maioria dos menores abandonados, por ser menina. Contudo, ela é lentamente aceita pelo grupo, não exatamente pela superação do preconceito, mas sim porque se atribui a ela o papel que, tradicionalmente, é associado às mulheres: o de mãe e de irmã, para a maioria do grupo, e de noiva e mulher, para Pedro Bala. Depois, Dora encarnará também a bravura e a coragem, assumindo papéis semelhantes aos de seus companheiros, chegando a usar roupas de menino e a participar das ações transgressoras do grupo.
d) Orientação sexual: Esse é certamente o preconceito mais arraigado entre os Capitães da Areia. O narrador chega a afirmar que “uma das leis do grupo era que não se admitiriam pederastas passivos”. Essa postura pode ser notada em relação a Almiro, que tinha de manter em segredo suas relações homossexuais com Barandão.

7. Resolução
a) A mudança vivida pelos Capitães da Areia acontece mediante o processo de politização pelo qual passam e que é determinado por diversas influências sofridas, principalmente, por Pedro Bala. De indivíduos alienados e preocupados exclusivamente com a própria sobrevivência, os meninos passam a manifestar uma consciência coletiva que os torna mais atentos às injustiças sociais. A imagem de Raimundo, pai de Pedro, apresentada a este pelo estivador João de Adão, é uma espécie de embrião da mudança, pois faz com que o garoto crie uma identificação com as ações heroicas do pai; a fala do estudante Alberto, convidando os meninos ao movimento grevista, ao afirmar que “a greve é a festa dos pobres”; e, ainda, a prisão de Pedro Bala no reformatório são acontecimentos que deixam marcas emocionais profundas e abrem espaço para uma transformação do chefe dos Capitães da Areia em líder grevista.
b) É possível notar no enredo do romance grandes preocupações sociais por parte do autor. O desfecho panfletário do livro interage com a vida pessoal de Jorge Amado e seu ideário político. A postura assumidamente esquerdista, ligada ao realismo socialista, criticando uma sociedade capitalista excludente, será a base para a publicação de suas obras de denúncia social, entre elas, Capitães da Areia. O processo de doutrinamento vivenciado por Pedro Bala corresponde, nesse ideário à formação de quadros dirigentes da luta operária. 

Questões




Referência: Curso Anglo: Anglo:http://angloresolve.cursoanglo.com.br/oAngloResolve.asp
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...