Interpretação de texto para ensino médio - Oração subordinada substantiva


O que causa as eras de gelo?

Quando o filme O dia depois de amanhã foi lançado, em 2004, muita gente entrou em desespero. Pipocaram na imprensa e entre amigos discussões sobre a situação apresentada: o mundo sendo tomado por gelo, e tudo por causa do aquecimento global. Aquilo poderia mesmo acontecer? Em quanto tempo? O que os cientistas sabem hoje é que eras de gelo de pequena escala ocorrem a cada 20 mil ou 40 mil anos, e que eras mais duradouras acontecem a cada 100 mil anos ou mais. O que falta saber é o porquê. Atualmente, os pesquisadores se debruçam sobre urna teoria, pensada inicialmente em 1920, que diz que irregularidades na órbita da Terra mudam o quanto de energia solar o planeta absorve, resultando em aquecimentos repentinos. Partindo dela, foram atrás de estudar o quanto essas flutuações orbitais afetam a energia solar. O resultado? Apenas 1% de influência, porcentagem insuficiente para gerar alguma variação climática. A nova dúvida dos pesquisadores, então, é qual o fator que leva urna pequena quantidade de energia solar a produzir urna glaciação em larga escala. 
Estudos do gelo e de cores do solo oceânico mostram que a variação de temperatura tem profunda ligação com a concentração de gases do efeito estufa. Mas não se sabe se a variação no nível de CO2 causa a mudança no clima ou se é apenas efeito dessa mudança. É a tal da história sobre quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Os geólogos acreditam que descobrir isso pode abrir novos caminhos para enfrentar o problema do aquecimento global, e o ponto de partida, segundo o geólogo Matthew Saltzman, é descobrir por que os
gases do efeito estufa oscilavam em tempos pré-históricos. 

Galileu, São Paulo, p. 38, 1º dez. 2007. 

1) De acordo com o texto, os fatos apresentados no filme O dia depois de amanhã, em 2004, despertaram certa preocupação quanto ao futuro do planeta. Por que essa preocupação ainda permanece? 

2) O que mais preocupa os pesquisadores, nos últimos anos, segundo o texto? 

3) Explique por que, de acordo com os cientistas, o estudo da camada de gases do efeito estufa pode ajudar no problema do aquecimento global. 

4) Releia este período do texto: "Estudos do gelo e de cores do solo oceânico mostram que a variação de temperatura tem profunda ligação com a concentração de gases do efeito estufa". Agora, responda:

a) Quais são os verbos do período e quantas são as orações? Separe-as.
b) Que tipo de conjunção ou elemento coesivo liga as orações?
c) Portanto, como se chamam essas orações e o período que elas formam? 

5) A primeira oração sozinha tem sentido completo, ou seja, é uma oração independente? Por quê? 

6) Qual é a transitividade do verbo mostrar e que termo expresso por uma oração o completa? 

7) Esse período pode ficar desta forma: Estudos do gelo e de cores do solo oceânico mostram a profunda ligação entre a variação de temperatura e a concentração de gases do efeito estufa. 

> Nesse caso, como se chama o termo que completa o sentido do verbo mostrar, nesse período simples?

Gabarito:

1) Por causa das dúvidas que ainda persistem quanto ao assunto. Apesar das pesquisas, muitas perguntas não foram respondidas a contento até hoje. 

2) Saber por que alterações reduzidas da energia solar absorvida pelo planeta provocam intensos períodos glaciais. 

3) Segundo eles, essas duas questões estão inteiramente relacionadas, portanto é preciso verificar as mudanças climáticas a partir das alterações dos gases. 

4
a) Verbos: mostram e tem; portanto, são duas orações. Primeira oração: "Estudos do gelo e de cores do solo oceânico mostram"; segunda oração: "que a variação de temperatura tem profunda ligação com a concentração de gases do efeito estufa". 

b) A conjunção subordinativa integrante que. 
c) Primeira oração: principal; segunda: subordinada; período composto por subordinação. 

5) Não, a forma verbal mostram necessita de complemento, tem sentido transitivo. 

6) O verbo é transitivo direto, por isso a segunda oração funciona como objeto direto da oração principal. 

7) Objeto direto: a profunda ligação entre a variação de temperatura e a concentração de gases do efeito estufa. 

Anotações importantes:

A segunda oração do período mostrado na questão 7 é chamada de subordinada substantiva, porque tem o valor de um substantivo e funciona como um termo (no caso, objeto direto) da oração principal. Veja. 

Os cientistas constataram / que a energia solar se altera devido a flutuações orbitais. (período composto por subordinação) 

Os cientistas constataram alterações na energia solar devido a flutuações orbitais. (período simples)

Observe que, no período composto por subordinação, a segunda oração toda é um termo (objeto direto) da primeira oração (principal), por isso é considerada oração subordinada substantiva. E, no período simples, o termo alterações é objeto direto do verbo constatar (transitivo direto).
As orações subordinadas substantivas são introduzidas, em geral, pelas conjunções subordinativas integrantes que e se. Às vezes, há certos advérbios interrogativos, pronomes indefinidos ou interrogativos que também
podem iniciar esse tipo de oração. Observe. 

> Muita gente se indagava quando o gelo cobriria o mundo.
> Ninguém diz quem veio primeiro, o ovo ou a galinha.
> O cientista quer saber quanto a energia solar é afetada. 

A oração subordinada substantiva tem valor de substantivo e funciona como termo da oração principal - sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, complemento nominal ou aposto. 



Referência: Português - Literatura - Gramática e Produção de Texto (Editora Moderna)
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...