Exercício sobre intertextualidade (charge)

Leia, a seguir, os versos de uma canção de Chico Buarque e uma charge de Ziraldo, e responda às questões. 



Quando o carnaval chegar 

Quem me vê sempre parado, distante 
Garante que eu não sei sambar 
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar 
Eu tô só vendo, sabendo, sentindo, escutando 
E não posso falar 
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar 
Eu vejo as pernas de louça da moça que passa e não posso pegar 
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar 
Há quanto tempo desejo seu beijo 
Molhado de maracujá 
Tou me guardando pra quando o carnaval chegar 
[...] 

( http://www.chicobuarque.com.br/letras/quandooc.htm ) 


1. Em ambos os textos o tema é o carnaval. Contudo: 
a) Que sentido tem o carnaval para o eu lírico da canção? 
b) E para a personagem da charge? 

2. Sabendo que a canção de Chico Buarque foi produzida e divulgada antes da charge de Ziraldo, responda: 
a) Que texto estabelece uma relação intertextual com o outro? 
b) Essa relação pode ser considerada também interdiscursiva? Por quê? 


Gabarito:

1.
a) O de momento em que ele vai poder se soltar, se realizar, satisfazer seus desejos. 
b) O de problema, pois atrapalha todos os negócios dela. Professor: Lembre aos alunos que, no Brasil, é comum dizer que o ano começa depois do carnaval. 

2.
a) O texto de Ziraldo.
b) Sim, pois, com ironia e humor, a charge critica a visão idealizada do eu lírico da canção, que via no carnaval a solução de todos os seus problemas. 




Referência: Texto e Interação (Atual Editora)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...