Texto dissertativo sobre Política para ensino médio Que coisa é a Política



Que coisa é a Política 

O termo "Política", em qualquer de seus usos, na linguagem comum ou na linguagem dos especialistas e profissionais, refere-se ao exercício de alguma forma de poder e, naturalmente, às múltiplas consequências desse exercício.
Toda maneira pela qual o poder é exercido se reveste de grande complexidade, às vezes não aparente à primeira vista. Por exemplo, se o governo decreta um novo imposto, esse ato não consiste numa decisão que "vai e não volta'. Ao contrário, a criação de um novo imposto, cuja decretação constitui obviamente um ato de poder, ou seja, um ato político, é precedida, conforme o caso, por uma série de outros atos em que tomam parte diversos detentores de alguma espécie de poder, tais como governantes, técnicos, assessores, grupos de interesse, indivíduos ou entidades influentes e assim por diante. E também se desencadeia uma inter-relação entre a "fonte do poder" (a que criou e implantou o imposto) e os submetidos a esse poder (os que, direta ou indiretamente, são afetados pelo imposto). Basta pensar um pouco para ver como qualquer ato de poder é complexo e cheio e implicações. E é este o terreno da Política.
[...]
O americanos, muito práticos, costumam dizer que "o poder é a capacidade de influenciar comportamento das pessoas". Isto ainda não explica o que vem a ser o tal poder, pois apenas troca uma palavra ou outra - ficamos no ar sobre o que seria essa "capacidade". [...]
Podemos assim tornar mais confortável e manobrável nosso conceito de Política. Neste caso, a Política passa a ser entendida como um processo através do qual interesses são transformados em objetivos e os objetivos são conduzidos à formulação e tomada de decisões efetivas, decisões que "vinguem". O termo "poder" é claro, continua a ter utilidade, mas já sabemos que ele é enganoso e vago. O que interessa é o desenrolar do jogo, acompanhado de seu resultado. Em linguagem mais formal, o que interessa é o processo de formulação e tomada de decisões. 
Para trocar em miúdos tudo isto, pode-se afirmar que a Política tem a ver com quem manda, por que manda, como manda. Afinal,mandar é decidir, é conseguir aquiescência, apoio ou até submissão. Mas é também persuadir. [...] Alguém, de alguma forma, manda em outrem; normalmente uma minoria mandando na maioria. Este fato está no centro da Política. 
[...] 
A Política também é, naturalmente, uma profissão, pois afinal é por meio dela que nos governamos, que ordenamos nossa vida em coletividade. 
[...] 
Vimos então que a Política se preocupa (nos diversos enfoques que pode ter, venha ela como arte ou ciência, teoria ou prática) com o encaminhamento de interesses para a formulação e tomada de decisões. Mas esta seca afirmação abstrata, mesmo que bem compreendida, será suficiente para que tenhamos uma boa ideia do que é a Política? 

RIBEIRO, João Ubaldo. Política; quem manda, por que manda, como manda. 
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998, p. 8-11. 





Referência: Língua Portuguesa - Crescer em Sabedoria (Editora Mackenzie)
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...