Questão de vestibular com poema de Drummond (Nova canção do exílio)

(PUC-SP) 

Nova canção do exílio 

Um sabiá 
na palmeira, longe. 
Estas aves cantam 
um outro canto. 

O céu cintila 
sobre flores úmidas. 
Vozes na mata, 
e o maior amor. 

Só, na noite, 
seria feliz: 
um sabiá, 
na palmeira, longe. 

Onde é tudo belo 
e fantástico, 
só, na noite, 
seria feliz. 
(Um sabiá, 
na palmeira, longe.) 

Ainda um grito de vida e 
voltar 
para onde é tudo belo 
e fantástico: 
a palmeira, o sabiá, 
o longe. 

O poema acima integra a obra A rosa do povo, de Carlos Drummond de Andrade. Deste poema, como um todo, é INCORRETO afirmar que: 

a) é uma variação do tema da terra natal, espécie de atualização moderna de uma idealização romântica da pátria. 
b) estabelece uma relação intertextual com a "Canção do exílio"; de Gonçalves Dias, e se mostra como uma espécie de paráfrase. 
c) evidencia que o poeta se apropriou indevidamente do poema de Gonçalves Dias e manteve os esquemas de métrica e de rima do texto original. 
d) traduz na palavra "longe"; o significado do "lá",  lugar do ideal distante, caracterizador de visão de uma pátria idealizada. 
e) utiliza a imagem do sabiá e da palmeira para sugerir um espaço "onde tudo é belo e fantástico" e, afastado do qual, o poeta se sente em exílio.


Gabarito
Alternativa C.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...