Exercício sobre poesia - interpretação de soneto


Soneto desbundado 

a poesia pode ser quadrada 
enquadrada para sê-la 
camisa de força rimada 
fazer ouvir estrelas. 

nada impede também a poesia 
de não falar coisa com coisa 
igual jacaré escrevendo na lousa 
em vez de preta, da cor do dia. 

por que não a poesia, menina 
cantando detalhes simples 
um beijo, pulo na piscina? 

tímida, pirada, sortida 
negócio de poesia é este: riip 
rasgar o coração da vida. 

Disponível em: http://www.escritas.org/pt/poema/12280/soneto-desbundado.

1. O tema do soneto é:

a) a poesia e sua liberdade de formas e motivos. 
b) as regras para criar uma poesia. 
c) a complexidade de assuntos de que a poesia deve tratar. 
d) o leitor, ou seja, a menina com quem o eu lírico fala. 

2. Há uma afirmação inadequada em: 

a) No título do poema, o adjetivo cria uma contradição, porque o soneto tem, em geral, uma forma fixa, regrada. 
b) O verso "igual jacaré escrevendo na lousa" expressa a ideia de que a poesia pode inverter a ordem das coisas. 
c) A expressão "riip" imita o som de rasgar. 
d) O último verso — "rasgar o coração da vida" — sugere que a poesia deve tratar somente de questões sérias, sem alegria. 


Gabarito

1. Alternativa A
2. Alternativa D


Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...