Questão de vestibular sobre paradoxo


(FUVEST-SP/2003)

Conta-me Cláudio Mello e Souza. Estando em um café de Lisboa a conversar com dois amigos brasileiros, foram eles interrompidos pelo garçom, que perguntou, intrigado: 
— Que raio de língua é essa que estão aí a falar, que eu percebo tudo? 

(BRAGA, Rubem. Recado de primavera. Editora Record, 1984. p. 119.) 


A graça da fala do garçom reside num paradoxo. Destaque dessa fala as expressões que constituem esse paradoxo. Justifique. 


Gabarito:

As expressões são: "— Que raio de língua é essa [...] que eu percebo tudo?". A interrogação "Que raio de língua é essa?" revela que o garçom não sabe qual é o idioma falado pelo interlocutor. Já a expressão "que eu percebo tudo" mostra que ele compreendeu tudo o que estava sendo dito.




Referência: Português - Linguagens em Conexão (Editora Leya)
Imagem: Google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...